Semear e Colher Informações

Semear e Colher Informações

Capítulo I

 

“Pulsa no ser humano a vontade de crescer, aprender,  amadurecer,  viver  de   bem  

com avida, saber enfrentar as dificuldades superando- as, ser reconhecido

compartilhar conhecimentos, progresso, ganhar dinheiro,  descansar,  

ser  religioso, realizar  sonhos...”  

(Livo "Superando Desafios" - Marcelo Almeida e Maurício de Souza).

 

    O conteúdo da obra oferece as informações que tornarão possível entender por que dediquei 10 anos de minha vida e centenas de horas com leituras e pesquisas, deixando inúmeras vezes, o lazer e convívio familiar para tirar dúvidas, buscando, em mais de 400 obras, opiniões de diversos estudiosos, pensadores, pesquisadores, doutrinas e linhas filosóficas. Analise: A vida lhe possibilitou adquirir informações capazes de contribuir com uma pequena parcela para um mundo mais verdadeiro, harmônico, saudável e, consequentemente, mais feliz e, sabendo que todo e qualquer conhecimento é propulsor da evolução do Homem, seria correto simplesmente guardar tudo num cantinho da memória para uso exclusivo?  O que você faria?

    A informação é um direito de todos, mas passa a ser um dever quando a falta de conhecimento instala sofrimentos desnecessários, fazendo com que os medos, os tabus e preconceitos por desconhecer, tornam as pessoas mais vulneráveis em muitas situações, impedindo que busquem métodos não convencionais para manter ou reorganizar a saúde e a harmonia da vida.

    O objetivo não é converter, doutrinar ou ensinar ninguém. Cada um deve efetuar sua busca e escolha pela compreensão dos fatos e se posicionar por vontade própria. Mesmo porque, a simples leitura de um livro não modifica os nossos hábitos. Uma mudança considerável requer muito mais.  Inicia pela disposição íntima para reformas como: alterar substancialmente a dinâmica psicológica iniciando pela higiene mental; estar receptivo a novas ideias reformadoras e construtivas; buscar informações e aplicar a metodologia que remete á análise, á reflexão e ao aprimoramento interior. Para tanto é necessário examinar criteriosamente as informações, desenvolver a virtude da responsabilidade e, através dos pensamentos, das palavras e dos atos, valorizar os conhecimentos adquiridos. Isto implica exercitar a disciplina, em romper definitivamente com tendências inferiores e vícios. Romper com velhos hábitos e assumir compromisso de ser melhor a cada dia. É uma questão de maturidade, de assumir a responsabilidade pela própria existência imortal” – (Livro O Consolador –Francisco Cândido Xavier).

    Não ignoro que a leitura agrega conhecimentos e estes, contribuem substancialmente para gerar pontos de vista e influenciar posturas e atitudes, mas estou simplesmente na condição de compilador de ideias que retratam a minha opinião.

    É notório que não estamos na Terra a passeio, mas com tarefas para promover o nosso progresso e colaborar para um mundo melhor e nessas áreas, ainda há muito a ser feito. O importante é iniciar a partir do que se conhece ou conhecer para iniciar. Cabe a cada um fazer a sua parte, crendo que nesta batalha não estamos sozinhos. Para todos os momentos, situações e problemas, o fiel aliado bom senso nos mostrará o melhor caminho. Francisco de Carvalho, em sua obra "Influências Energéticas Humanas", ao falar sobre essa virtude, aponta alguns sinais de alerta:

  • A sensatez é o maior antídoto para o fanatismo, para a ignorância e para o preconceito. 
  • É condição indispensável ao progresso e à boa qualidade da vida humana. 
  • O sensato não preconcebe julgamento sobre qualquer coisa que ele desconheça. 
  • A princípio, ele nem acredita e nem desacredita, seja qual for o assunto. 
  • Ele só formará juízo, após conhecer suficientemente o tema, nunca antes. 
  • Ele não admite preconceito de qualquer espécie: religioso, racial, social, seja o que for. 
  • Não permite que nada lhe impeça de acreditar em qualquer coisa e nem o obrigue a crer em outra. 
  • Quem é sensato pensa sempre pela sua própria cabeça, nunca pela dos outros, por mais respeitáveis que sejam. 
  • Não rotula coisas desconhecidas como tabu ou sobrenatural. Para ele tudo é natural. Apenas, a pessoa sensata desconhece aquelas coisas”.

    Dedico o meu trabalho a todas as pessoas sensatas que interpretam as páginas da vida com a característica singela dos sábios. Elas serão as grandes beneficiadas com a leitura dos temas abordados; leva o leitor a pensar não exclusivamente em si próprio, mas como parte integrante da Criação. Certamente ao lê-lo, você vai pensar e repensar sobre a vida.

 

 

 

 

..