Terceira Fase Da Criação

Terceira Fase  Da Criação

Capítulo  XIV

 

As Mônadas, Partículas de Deus ou Jivas e também  chamadas  de  átomos-vida, se aninham  no ventre  do Universo desde o início da  criação. Mônadas são forças espirituais infinitamente fragmentadas, consideradas átomos da natureza, isto é, elementos simples que compõem todas as coisas.

  • Mônada: (Novo Dicionário Aurélio- 1ª ed.13 impressão) – A palavra Mônada vem do Grego – monas – unidade. Organismo simples que se pode tomar por unidade orgânica. Substância constituída de energia cósmica, sem pares, que agregada a outras substâncias, cria as coisas de que a natureza se compõe.
  •  
  • Mônada: (Dicionário Espírita – Biblioteca Digital) Se origina de dois elementos: Um elemento material e um elemento espiritual e dinâmico. Os elementos são inseparáveis e variam quantitativamente, isto é, cada Mônada tem uma relação de quantidade diferente entre o que possui de material e de espiritual, dependendo do corpo que constitui. Exemplo: se o corpo bruto de uma pedra ou o corpo de um ser vivente.

        Estas partículas de Deus, (energia criadora) em sua fase inicial, antes mesmo da formação do Sistema Solar, ainda sem consciência e movidas apenas por impulsos e, obedecendo ao programa da Criação, são automaticamente levadas a seguir determinado rumo. Esta atração as leva, a princípio, a estagiarem temporariamente na camada de fluido vital onde agregam os elementos da Vida, aí permanecendo o tempo determinado pelo esquema elaborado na Mente Criadora.

        Findo esse estágio, as Mônadas são atraídas para o plano subseqüente formado por energia inativa, posteriormente para a camada de energia ativa destinada a animar as substâncias já adquiridas. A partir daí, com tendências e habilitações desenvolvidas para este estágio, as partículas de Deus seguem a caminhada e, a cada etapa, tornam-se inconscientemente mais completas até atingirem a matéria ativa e o mundo físico, onde  desempenharão a parte que lhes cabe nas jornadas terrenas.

        Alegoricamente a Mônada pode ser comparada a uma gestação. No início é somente uma cápsula energética (óvulo) parcialmente pronta para gerar Vida. Esta seria a Mônada. Unindo-se aos elementos do pai, o óvulo vai se completando até formar o embrião. Este, por sua vez, continua se alterando e forma o bebê.

        De forma simplificada pode-se dizer que a Mônada Espiritual sai das mãos de Deus com todos os ingredientes necessários para o seu desenvolvimentos em todos os reinos (mineral, vegetal, animal, hominal e angelical) até atingir a plenitude. Elaborada inicialmente, passa por um estágio no Reino Mineral. Serve-se dele para desenvolver as habilidades determinadas para este estágio. Já com aptidões adequadas, torna-se “Princípio Espiritual” fazendo um estágio no Reino Vegetal quando então, evolui e se torna princípio inteligente, necessitando desenvolver outras aptidões adormecidas o que vem a ocorrer no período em que estagia no Reino Animal.  Atingindo o extremo da evolução necessária para esta fase, torna-se Espírito apto a ingressar no Reino Hominal e dar os primeiros passos em direção à consciência plena do Homem evoluído. A espécie humana é a que Deus escolheu para encarnação de seres que podem conhecê-Lo.

 

     TEORIA DA FORMAÇÃO DO SISTEMA SOLAR

  • “Nosso sistema solar representa uma espécie de edifício de oito andares, isto é, oito oitavas, com uma escadaria formada de 320 degraus ou ondas harmônicas, sobre a qual os planetas estão colocados, ocupando patamares indicados pela harmonia de um acorde perfeito”.(Livro “O Grande Enigma” –Léon Denis)

       As Mônadas ou centelhas divinas (energia criadora), para desempenharem suas funções no Plano da Criação, estagiam nas camadas de fluido vital, energias inativas e ativas do Universo. As funções de cada camada são torná-las (as Mônadas) cada vez mais completas, para, juntamente com os demais elementos, constituírem, além de outros, o Sistema Solar e as sementes da Vida.

        Nosso Sistema Solar é composto pela nossa estrela, o Sol, pelos planetas com suas luas e anéis, pelos planetas anões, asteróides e pelos cometas. O Sol e o Sistema Solar surgiram a bilhões de anos, a partir de uma nuvem de gás e poeira cósmica (matéria energética). Esses elementos deram origem a um disco incandescente, em cujo centro formou-se o Sol. Deste, desprenderam-se imensos blocos de energia, que, no decorrer do tempo, se materializaram (processo de resfriamento) e obedecendo a uma frequência própria, passaram a gravitar dentro da sua órbita, constituindo assim, o Sistema Solar. O Sistema Solar atual é composto por planetas que viajam em torno do Sol, descrevendo órbitas estáveis, sendo que a maioria deles possui satélite natural. Os asteroides e os cometas são resíduos do Sistema Solar primitivo. O Sol não está exatamente no centro da órbita, razão pela qual, os planetas podem encontrar-se às vezes, mais próximos ou mais distantes do Astro Rei.

 

Sistema solar constituído, Planeta Terra formado... É neste cenário organizado que as sementes da Vida (princípio ativo) despertam lentamente, aptidões fundamentais na Criação. Os átomos-vida são forças (energia) criadoras emanadas do Grande Todo.  Lembre de que os fluidos e a matéria que originaram o Sistema são portadores dos componentes necessários à formação de todos os corpos celestes e da vida. 

 

..