Corpo Energético, Corpo Espiritual, Perispírito ou Simplesmente um dos Corpos da Alma?

Corpo Energético, Corpo Espiritual, Perispírito ou Simplesmente um dos Corpos da Alma?

Capítulo XXI

 

  • “Só a inteligência consegue traçar linhas inteligentes.  Em razão disso e atendendo-se aos objetivos finalistas do Universo, não será possível ignorar o Projeto Divino, quando se trata de qualquer imersão mais profunda na Genética, mesmo que isso repugne aos cultores da ciência”. (Livro Evolução em Dois Mundos: André Luiz/ Francisco C Xavier e Waldo Vieira)

        Quando o assunto é CORPO E ALMA nada é simples ou de fácil entendimento. Diante da complexidade da Vida, não só do Reino Animal, bem como do Vegetal, se torna importante pesquisar, estudar, pensar, analisar e assim, melhor compreender o mecanismo do qual fazemos parte. Falar do Corpo e da Alma dos seres vivos requer inteirar-se não somente da existência, bem como, de alguns fenômenos fisiológicos atribuídos ao Corpo Espiritual do Homem, o Perispírito do Reino Animal e o Perisperma do Reino Vegetal.

       Os sábios chineses sempre analisaram atentamente a questão dos corpos sutis que abrigam a Alma. A maneira pela qual, a medicina chinesa detectava a presença do corpo energético é conhecida e cada vez mais levada em prática nos dias atuais. Trata-se da acupuntura (do latim acu = agulha e punctura= puncionar), que consiste na introdução de finíssimas agulhas em pontos precisos para provocar estímulos e, com isso, desobstruir e movimentar energia estagnada restabelecendo, assim, o equilíbrio e a saúde da mente e do corpo. Para os estudiosos chineses, o corpo é a expressão visível da consciência em que cada órgão, cada parte, corresponde a uma energia cósmica. Seus métodos tinham como princípio curar primeiro a causa, para depois, tratar o sintoma. Com a introdução de agulhas em pontos e freqüência corretos, desbloqueavam os pontos em que a energia não fluía. Se a energia vital estiver fluindo, as forças de auto cura estarão em atividade, restabelecendo e mantendo a saúde.

 

PERISPÍRITO

 

  • O Perispírito é uma organização definitiva, cuja vida não pode ser medida pelo calendário humano; sua constituição teve início há alguns milhões de anos terrenos, durante os quais, ele veio se plasmando através de todos os reinos da natureza e no seio de todas as espécies inferiores...

      Especialistas em decifrar o corpo e a alma humana entendem que o Perispírito ou Corpo Astral, Corpo Etérico, Corpo Energético ou ainda Corpo Espiritual é um corpo fluídico que envolve o Espírito. É um dos corpos da Alma. Civilizações passadas falaram no Perispírito.

  • No Egito referiam-se ao KHA.  Os judeus e o esoterismo denominavam-no Nephesh. Paracelso deu-lhe o nome de Corpo Astral. O evangelista Paulo de Tarso, falou sobre o Corpo Espiritual ou o Corpo Incorruptível. Por lembrar a membrana que envolve a semente de um fruto, Allan Kardec o codificador da Ciência, Filosofia e Religião Espírita, deu-lhe o nome de Perispírito em alusão ao Perisperma, uma fina membrana produzida pelo resto não absorvido da nucela, que é uma pequena noz que fica ao redor do embrião e do endosperma de uma semente. É o corpo que envolve o germe ou a alma do Reino Vegetal.

        Informações oferecidas pelo pesquisador Allan Kardec apontam que o Perispírito, por meio de um mecanismo próprio de atração entre a mãe e o futuro filho, o Perispírito será atraído, o momento da fecundação do óvulo pelo espermatozóide no útero da futura gestante. Unindo-se ao corpo físico, ele passa a orientar a sua divisão celular, célula a célula, órgão a órgão, molécula a molécula, átomo a átomo para a formação do feto. Esta união permanece por toda vida física do indivíduo. Em se tratando do corpo energético que abriga a alma ou Espírito, se desprenderá juntamente com a alma ou Espírito, por ocasião da morte do corpo físico.

     Para a Ciência Espírita, as características do Perispírito dependem do nível moral e espiritual de cada indivíduo, aperfeiçoado em cada nova etapa de vida (reencarnação). Esta moralidade, acumulada no decorrer da existência do Espírito, irá funcionar como ponto de atração para este ou aquele elemento (átomo) da matéria espiritual, destinada à formação do seu corpo espiritual. Em cada nova reencarnação, retratará sempre o nível espiritual ou evolutivo de cada indivíduo. Supostamente são atributos do Perispírito, os fatos comprovados pelos cientistas de que, nos estágios iniciais da formação do embrião, ao se transferir de lugar uma célula que estava se diferenciando das demais, para formar a estrutura do aparelho digestivo e colocá-la no local destinado a formar olho do organismo, a célula que já estava se preparando para formar o estômago, reconhece que o local não é mais o mesmo e inicia nova diferenciação, para se habilitar a formar o olho do organismo e não mais o estômago      

     Quanto à formação de embriões, fatos interessantes podem ser facilmente constatados via internet. Comparam a semelhança entre um embrião humano e de outras espécies de animais nas primeiras semanas de gestação. Praticamente não há diferença. A mudança ocorre com o passar das semanas, quando então, os embriões vão se diferenciando e tomando a forma de cada espécie. Humanos ou não. A influência que o Perispírito exerce sobre a formação do embrião é evidente em experiências com braço embrionário, enxertado na posição destinada para a perna de um animal em formação, mostrando que o organismo desenvolve, a partir daí, uma perna e não um braço, evidenciando a existência de um campo organizador (Perispírito) que impõe à matéria, a sua programação. Em outras palavras, onde este corpo energético do Ser em formação tem uma perna, vai surgir uma perna e não um braço, mesmo que as células da formação de um braço sejam ali enxertadas com a intenção de modificar os planos do Perispírito. Tudo se passa como se por trás da gênese orgânica, houvesse algo que originasse a sua formação.

        Para opinar sobre este algo, este corpo sutil que, sob a regência do Espírito, organiza a formação e a saúde do corpo físico, destaco o trabalho de Alcione R. Novelino - Associação Médico Espírita do Brasil - Biblioteca Digital - www.ippb.org.br/modules:

  • A este algo que Claude Bernard (fisiologista francês) dá o nome de Idéia Diretriz. Hans Driesch dá o nome de Intelékia e o doutor Hermani Guimarães Andrade, parapsicólogo brasileiro, dá o nome de Modelo Organizador Biológico - MOB.
  • Para o Espiritismo, esse algo que organiza a matéria orgânica, é uma das propriedades do Perispírito  e que se manifesta como a matriz orientadora do corpo físico...
  • Quando ocorre alguma anomalia no código genético da matéria, o Espírito lança mão do arquivo mnemônico do Perispírito, corrigindo a anomalia, provocando pequenas alterações nos genes no transcorrer das gerações, até que o defeito ou a anomalia seja corrigido

 

AS PROPRIEDADES DO PERISPÍRITO

  1. Plasticidade - é em suma, a capacidade que o Perispírito possui de adquirir a forma da sua última vivência ou de uma das anteriores incluindo, inclusive, a capacidade de rejuvenescer, se para tanto, possuir padrão evolutivo compatível. O poder plástico do Perispírito possibilita alterar a indumentária perispiritual, porém, é limitado ao padrão evolutivo intrínseco a cada alma.
  2. Densidade – A densidade reflete diretamente a nossa evolução. Quanto mais denso é o Perispírito, maior será o caminho a ser percorrido na estrada evolutiva.
  3. Ponderabilidade – É mais um mecanismo da Sabedoria Divina pois, para seguir adiante nos caminhos evolutivos, precisamos perder “peso perispiritual”, ou seja – faze uma dieta na área da moralidade.
  4. Luminosidade – A natureza etérea do perispírito permite que atravesse toda e qualquer barreira física, como a madeira, pedra, concreto, aço... Nenhuma matéria lhe é obstáculo.
  5. Penetrabilidade - O Corpo Espiritual que é o Perispírito, não apresenta um peso possível de ser detectado por meio de instrumentação até agora conhecida (imponderável sob o aspecto físico). Não obstante, na dimensão espiritual, tem o seu peso específico conforme a posição mental, que determina, conseqüentemente, o habitat que lhe compete. Mero problema de padrão vibratório. Embora sendo matéria tênue, submete-se aos princípios gravitacionais.
  6. Perenidade - O Perispírito ou Corpo Espiritual é indestrutível como a própria alma.
  7. Mutabilidade- O Perispírito não é suscetível de modificar-se na sua substância, o é com relação à sua estrutura e forma, que se torna mais delicada com a evolução. Quanto ao seu aspecto, pode ocorrer modificação superficial e transitoria, pela mente. 
  8. Unicidade - Não há perispíritos iguais, como, a rigor, inexistem almas idênticas. Como reflexo da alma é única como esta. Obviamente, no decorrer do processo evolutivo, diminuem as diferenças e cresce a harmonização entre as almas, sem que a individualidade deixe de ser preservada.
  9. Tangibilidade - O Perispírito, com um suporte ectoplásmico que lhe dê expressão física, pode tornar-se materialmente tangível, no todo ou em parte. 
  10. Visibilidade - O Perispírito, em si, é completamente invisível aos olhos físicos. Os Espíritos menos adiantados percebem o corpo espiritual dos seus pares. Já os Espíritos Superiores, podem perscrutar a intimidade perispirítica de desencarnados de menor grau de elevação, bem como a dos encarnados.
  11. Expansibilidade - O Perispírito pode, conforme suas condições, expandir-se - ampliando o seu campo de sensibilidade e, também, de percepção.  É a expansibilidade do perispírito que faculta, também, em outro grau, a deflagração de processo de emancipação da alma. Expandindo-se, o Perispírito pode chegar a um estado inicial de desprendimento em que a percepção se torna mais aguda, podendo, a partir daí, se for o caso, evoluir para o desdobramento.
  12. Capacidade refletora - O Perispírito, “em virtude dos tecidos rarefeitos que o constitui”, reflete contínua e instantaneamente os estados mentais. Todo pensamento produz dois tipos de efeito: 1 - gera na aura a sua imagem – forma pensamento – de acordo com a carga emocional;  2 - influi na fisiologia dos centros vitais - repercute no sistema nervoso, no sistema endócrino, no sistema sanguíneo, e demais vias de sustentação do edifício celular.
  13. Bicorporeidade - Termo criado por Kardec, que se relaciona ao fenômeno de desdobramento – com um ou com outro corpo ao mesmo tempo. De certa forma, expressão mais adiantada da expansibilidade.
  14. Corporeidade – Quando o espírito aglutina ectoplasma para assumir aparência material como se estivesse encarnado. Um exemplo de corporeidade - a aparição de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal.
  15. Sensibilidade Global -  Para um Espírito livre do corpo físico, a percepção do meio que o envolve já não depende dos canais nervosos materiais. Assim, vê, ouve, sente com o corpo inteiro (independentemente de posição e direção). 
  16. Sensibilidade Magnética - O perispírito, campo de força que é, a sustentar uma estrutura semimaterial, apresenta-se sensível à ação magnética. O Espírito encarnado tem condições de registrar até num campo de energia estática, a influência que dele emana, com evidente repercussão na organização somática. 
  17. Odor - O perispírito, a refletir-se na aura, caracteriza-se, também, por odor particular. No plano espiritual, existem regiões infestadas de miasmas pestilentos, a exalarem odores tão fétidos, proveniente dos próprios Perispíritos de seus habitantes, que os tornam quase insuportáveis para os Espíritos mais sensíveis. Estes odores não se confundem com aqueles oriundos da manipulação ectoplásmica.
  18. Temperatura - Certos médiuns registram uma espécie de gélido torpor com a aproximação de alguma alma sofredora, ou, aos contrários, uma cálida sensação de bem-estar, quando da aproximação de um Espírito superior. É lícito cogitar-se da possibilidade de que o perispírito também mostre uma espécie de temperatura própria. Trata-se de tema a ser, ainda, investigado. (Fonte - https://www.guia.heu.nom.br/propriedades.htm).
..